Vice-prefeito é condenado por destruir radar móvel, imagens circulam na Web. Veja vídeo:

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) condenou Henrique Stein Sciascio, vice-prefeito de Sumaré, conhecido como Henrique do Paraíso (Republicanos), por atos de improbidade administrativa. A decisão surge após um incidente ocorrido em 2019, onde o vice-prefeito foi filmado destruindo um radar móvel.

Via Metrópoles

O episódio, que ganhou atenção após a publicação de um vídeo, mostra Henrique danificando um radar instalado na Avenida Fuad Assef Maluf, em Sumaré, interior de São Paulo. No vídeo, ele se aproxima do radar, chuta o equipamento e o joga no chão, declarando que estava agindo “a pedido do prefeito, Luiz Dalben [do PSD]”, e que sua intenção era remover todas as “porcarias móveis” da cidade.

Inicialmente, a ação contra Henrique havia sido julgada improcedente em primeira instância, com a justificativa de falta de indícios de improbidade. Contudo, o Ministério Público de São Paulo (MPSP) recorreu da decisão, argumentando que a conduta do vice-prefeito violava os princípios básicos da administração pública.

Com a reversão da decisão inicial pelo TJSP, agora Henrique do Paraíso enfrenta sérias consequências. Ele foi proibido de firmar contratos com o poder público ou de receber quaisquer benefícios ou incentivos fiscais, diretamente ou indiretamente, por um período de dois anos. Adicionalmente, foi sentenciado a pagar uma multa de R$ 8.027,49.

Este caso destaca a importância da integridade e da responsabilidade no exercício de cargos públicos. A condenação serve como um lembrete de que ações que comprometam a ética na administração podem resultar em penalidades significativas. Além disso, reforça a vigilância contínua do sistema judiciário e do Ministério Público na proteção dos princípios da administração pública contra abusos de poder.

Veja também
Recentes
Memes do vovô
Memes do vovô
Memes do vovô