Tadinho! homem tenta plantar morangos e descobre que semente era jujuba. Veja vídeo:

Patty Rossi viralizou nas redes sociais após filmar o pai desolado ao lado de um “pé de morango” que não floresceu. A mulher conta que o pai confundiu um saco de jujubas com as sementes da fruta.

Nas imagens, Patty filma o homem sentado desolado olhando para o canteiro onde nasceriam os morangos e engasga de tanto rir da situação: “Papai fez aquele canteirinho de morango alí ó, pra plantar morango, aí ele plantou a semente e não deu. Aí eu falei pra ele fazer um teste e descascar o morango e plantar a sementinha do morango, que fica do lado de fora da casquinha. Aí cheguei aqui agora, ele com essa bala Fini, dizendo que ele plantou a bala pensando que era o morango”, diz a mulher morrendo de rir. “Ô bichinho, fiquei com dó dele, mas eu ri muito também”, disse um internauta. “E o pior é que tá escrito AMORA no pacote kkkkkk”, disse outra pessoa.

Na gravação, Patty narra com um misto de diversão e pena a saga do seu pai com o que ele acreditava serem sementes de morango. “Ele estava todo animado para ver os morangos crescerem. Fez todo o preparo do canteiro, plantou com cuidado, mas nada de morango aparecer”, explica ela, segurando o riso. O ponto alto do vídeo é a revelação de que, ao invés de sementes, o que seu pai plantou foram, na verdade, jujubas da marca Fini, confundidas por ele como pequenas sementes de morango.

Os usuários da internet rapidamente se apegaram à história, gerando uma onda de reações e comentários. Muitos se divertiram com o equívoco, enquanto outros expressaram simpatia pelo pai de Patty. “Que coisa mais fofa, espero que ele não desista de tentar novamente!”, comentou um usuário, demonstrando apoio. Outro destacou o humor involuntário da situação: “Isso é hilário, imagina a cara dele esperando morangos e encontrando balas!”.

O incidente também levantou discussões sobre como pequenos equívocos podem trazer alegria inesperada e momentos de união e riso para famílias e amigos, especialmente em tempos em que o mundo virtual muitas vezes supera as interações face a face. A história de Patty e seu pai reforça o poder das redes sociais como uma ferramenta para compartilhar experiências humanas, reais e palpáveis, que ressoam universalmente, independentemente das fronteiras.

Via Metrópoles

Veja também
Recentes