Jacaré gigante passeia por base aérea e dá trabalho para agentes. Veja vídeo:

Um jacaré de aproximadamente 3 metros de comprimento causou problemas na base da força aérea americana MacDill, na cidade de Tampa, na Flórida. O animal, que foi visto andando pelo asfalto da base, se deitou embaixo de um avião-tanque para “descansar” após a caminhada. O caso aconteceu nessa quarta-feira (24/4).

Após a aparição do jacaré, foram convocados agentes da Comissão de Peixes e Vida Selvagem (FWC, na sigla em inglês) para remover o intruso, que resistiu.

Segundo informações da base aérea, o jacaré foi solto no rio Hillsborough. Em seu perfil no Facebook, a base agradeceu os agentes que ajudaram a controlar o animal e brincou:

“Nosso mais novo aviador cheio de dentes foi realocado para um ambiente mais adequado fora da base”, escreveu a base. “Agradecimentos especiais à FWC pelo apoio.”

Em outra publicação da base, também foi mencionada a possibilidade do “visitante” ter acabado no local após ser expulso de seu lar por Elvis, outro jacaré ainda maior que também vive na região.

Agentes da Comissão de Peixes e Vida Selvagem da Flórida (FWC) foram acionados para garantir a segurança tanto do animal quanto das pessoas no local. A remoção do jacaré não foi simples, dado que o animal demonstrou resistência, uma resposta natural dada a situação de estresse. Apesar dos desafios, os agentes conseguiram capturar e transportar o jacaré até o rio Hillsborough, um habitat mais apropriado e longe da atividade humana.

A base aérea utilizou seu perfil no Facebook para comunicar o incidente e agradecer aos agentes da FWC. A postagem fez uma brincadeira referindo-se ao jacaré como um “aviador cheio de dentes”, destacando o bom humor com que a equipe lidou com a situação. Essa interação destaca a importância da coexistência pacífica entre a vida selvagem e as operações humanas, especialmente em áreas como a Flórida, onde a presença de jacarés é comum.

Além disso, a menção de um possível conflito territorial envolvendo outro jacaré maior, conhecido como Elvis, acrescenta uma camada de complexidade ao manejo de vida selvagem na região. Esse detalhe sugere que o deslocamento de animais dentro de seus próprios habitats pode ser influenciado por dinâmicas de poder e território, um aspecto fascinante da ecologia local que requer monitoramento e compreensão contínuos para garantir a segurança de todos os seres envolvidos.

Via Metrópoles

Veja também
Recentes
Memes do vovô
Memes do vovô
Memes do vovô