Escassez de mão de obra qualificada prejudica Mato Grosso, diz Mendes; veja vídeo

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (União Brasil), recentemente alertou sobre a escassez de mão de obra qualificada no estado. Em um vídeo nas redes sociais, ele destacou que essa falta está atrasando projetos de infraestrutura, forçando empresas a adiar prazos devido à execução lenta das tarefas.

Segundo Mendes, a falta de trabalhadores qualificados afeta todas as localidades de Mato Grosso, prejudicando o cumprimento dos cronogramas de entrega. Ele explicou que romper contratos devido a atrasos paralisaria vários projetos, agravando ainda mais a situação.

Consequentemente, a escassez de mão de obra qualificada elevou os custos em até 40% no estado, conforme o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (IMEA). Essa pressão salarial aumentou a massa salarial em 16,1% no último ano, comparada à média nacional de 6,9%​.

Taxa de desemprego baixa

Embora Mato Grosso possua a menor taxa de desemprego do país, registrada em 3,5% em 2022, essa baixa taxa realça a alta demanda por profissionais qualificados. Setores como construção civil e agronegócio são os mais afetados.

Por isso, Mauro Mendes apelou à sociedade por soluções que atraiam mais trabalhadores para Mato Grosso. Ele mencionou a necessidade de investimentos em formação profissional e capacitação para atender à demanda crescente. Ademais, empresas estão contratando trabalhadores de outros estados, evidenciando a gravidade do problema.

A escassez de mão de obra qualificada em Mato Grosso sublinha a urgência de políticas públicas eficazes e investimentos contínuos em educação e treinamento. Uma abordagem estratégica e colaborativa é essencial para garantir a continuidade dos projetos de infraestrutura, fundamentais para o desenvolvimento da região

Veja também
Recentes