RS: Piranhas nadam pelas ruas de Porto Alegre após enchente. Veja vídeo:

Desde o final de abril de 2023, Porto Alegre enfrenta fortes chuvas que resultaram no transbordamento do Lago Guaíba, causando uma situação inusitada: peixes estão sendo avistados nas ruas da cidade. Este fenômeno foi notado principalmente no bairro Auxiliadora, onde moradores relataram a presença de diversas espécies, incluindo a palometa, conhecida popularmente como piranha.

Via MídiaMews

A presença de palometas no Guaíba não é nova. Em janeiro de 2023, esses peixes carnívoros já haviam sido detectados, resultando de uma transposição e conexão dos rios Uruguai e Jacuí com o Lago Guaíba. Esses peixes, não nativos da região, têm causado preocupações devido ao impacto no ecossistema local. Pescadores relatam que as piranhas estão presentes há pelo menos três anos, atacando outras espécies de peixes e causando desequilíbrios na cadeia alimentar.

Durante uma entrevista ao jornal Zero Hora, Victor Warth, analista de tecnologia da informação, contou que avistou uma piranha-amarela na rua Cel. Bordini, a mais de cinco quilômetros do Rio Jacuí. O peixe, já sem vida, estava próximo a um bueiro, indicando que a intensa chuva e o transbordamento podem ter facilitado seu deslocamento pelas ruas inundadas.

A invasão das águas do Guaíba nas ruas de Porto Alegre não só traz consigo peixes, mas também outros desafios. Segundo relatos, a cheia histórica do Guaíba também resultou no aparecimento de insetos, como baratas, nas áreas urbanas, evidenciando os múltiplos impactos ambientais e sociais das enchentes na capital gaúcha.

Veja também
Recentes