Pintor morre eletrocutado em obra da Setasc em Cuiabá

Um trágico acidente de trabalho vitimou Paulo César, um pintor de 42 anos, na manhã desta terça-feira (21). O incidente ocorreu em uma obra da Secretaria de Estado e Assistência Social (Setasc), localizada em Cuiabá, onde Paulo sofreu uma descarga elétrica fatal ao encostar em uma estrutura metálica, durante seu primeiro dia no trabalho.

Paulo era colaborador de uma empresa contratada pelo estado, a TMF Construções, e estava realizando reparos na parte elétrica do telhado do edifício. Segundo informações da polícia, ele acidentalmente entrou em contato com a rede elétrica, levando à fatalidade. O delegado Nilson Farias informou que, preliminarmente, tudo indica que foi um acidente de trabalho.

Após o acidente, equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do Corpo de Bombeiros foram prontamente acionadas e tentaram reanimar o trabalhador, mas infelizmente não obtiveram sucesso. O coronel Sovinski, secretário adjunto da Setasc, declarou que a secretaria está dando suporte e irá investigar as circunstâncias do acidente para determinar se houve alguma falha por parte da construtora.

Foi levantada uma questão sobre o uso de equipamentos de proteção individual, que deveriam ser fornecidos pela empresa contratante. O coronel Sovinski destacou que a responsabilidade pelo fornecimento dos equipamentos de segurança é da prestadora de serviços, que afirmou ter fornecido os kits de segurança necessários para o trabalho.

O corpo de Paulo César foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) para a realização de necropsia e procedimentos de identificação. A Setasc expressou profundo pesar pelo ocorrido e reiterou que aguardará a apuração dos fatos para tomar as medidas cabíveis.

Veja também
Recentes