Homem mata rival e se gaba para colega ao dar detalhes do crime. veja vídeo:

Em um incidente chocante que ocorreu nas primeiras horas do domingo, 5 de maio, em Sobradinho, Distrito Federal, a polícia prendeu um jovem de 23 anos acusado de assassinar brutalmente um homem de 43 anos, Edivan Gonzaga de Sousa, mais conhecido como Tempero. O crime, que parece ter sido motivado por uma dívida relacionada a drogas, aconteceu por volta das 4h30 na quadra 14, um local normalmente tranquilo da região.

Via Metrópoles

Moradores locais encontraram o corpo da vítima com várias lesões na cabeça, sugerindo uma morte violenta. Próximo ao cadáver, a polícia identificou grandes pedras que aparentemente foram usadas para cometer o homicídio. Esta descoberta macabra chocou a comunidade local, que é pouco acostumada com violência de tal magnitude.

Edivan Gonzaga de Sousa, a vítima, tinha um histórico de envolvimento com a lei, incluindo acusações sob a Lei Maria da Penha e posse de drogas. Ele também era suspeito em um caso de homicídio anterior no Assentamento Dorothy Stang em 2023 e estava em liberdade provisória e vivendo em situação de rua no momento de sua morte.

Poucas horas após a descoberta do crime, a polícia conseguiu localizar e prender o suspeito nas proximidades do Sobradinho Shopping. Segundo investigações preliminares, o jovem, cujo nome não foi divulgado, teria cometido o assassinato motivado por uma dívida de drogas. O método usado foi particularmente brutal: o suspeito teria atacado a vítima com pedradas e batido sua cabeça contra o chão repetidas vezes.

Além da confirmação física das circunstâncias do crime, o acusado ainda teria confessado o ato a uma testemunha, gabando-se de sua execução. Este relato adiciona uma camada perturbadora à natureza já brutal do crime, indicando uma falta de remorso por parte do agressor.

Este incidente levanta questões importantes sobre segurança pública, a influência do tráfico de drogas nas comunidades e as medidas de reintegração de indivíduos com histórico criminal. A comunidade de Sobradinho, assim como autoridades locais, agora enfrenta o desafio de lidar com as repercussões desse crime e buscar maneiras de prevenir futuras tragédias.

A investigação continua em andamento, com a polícia reunindo mais evidências e depoimentos para entender completamente os motivos por trás desse ato de violência e garantir justiça para a vítima.

Veja também
Recentes