Chuva causa alagamento e afeta 7 mil pessoas no interior de MT. Veja vídeo:

Chuva em Cáceres (220 km de Cuiabá), no sábado (10), deixou seis bairros alagados e atingiu 7 mil moradores, após o córrego Sangradouro transbordar. As informações foram divulgadas pelo G1 e pelo Jornal Oeste.

Chuva de 150 milímetros durou pouco mais de três horas. Os bairros atingidos foram Cavalhada I, II e III, Maracanãzinho, Vila Nova, Betel, Cohab Velha e Santa Cruz.

Vídeos gravados por moradores mostram ruas alagadas, queda de energia e o nível da água dentro das casas com móveis destruídos e objetos boiando.

A precipitação de 150 milímetros em pouco mais de três horas, causando o transbordamento do córrego Sangradouro, destaca a necessidade de infraestruturas urbanas resilientes e sistemas de drenagem eficazes para mitigar os impactos de chuvas torrenciais.

Os relatos dos moradores e vídeos capturando a gravidade da situação, com ruas inundadas, falta de energia e danos significativos a propriedades e bens, ressaltam a urgência de ações preventivas e de resposta rápida.

A destruição de móveis e a perda de objetos pessoais não apenas representam um prejuízo material, mas também impactam profundamente o bem-estar e a estabilidade emocional dos afetados.

Este desastre natural em Cáceres sublinha a importância de planejamento urbano e gestão de riscos que considerem as mudanças climáticas e a frequência crescente de eventos extremos.

A implementação de medidas como melhorias no sistema de escoamento, a criação de áreas de absorção de água e o desenvolvimento de programas de alerta precoce são fundamentais para reduzir a vulnerabilidade das comunidades urbanas.

Além disso, o incidente reforça a necessidade de políticas públicas e iniciativas comunitárias voltadas para a educação sobre riscos de desastres naturais e estratégias de evacuação e abrigo, garantindo que os moradores estejam preparados para responder efetivamente em situações de emergência. A colaboração entre governo, setor privado e a sociedade civil é crucial para construir cidades mais seguras e resilientes diante dos desafios impostos pelo clima.

Via OlharDireto

Veja também
Recentes