Alexandre de Moraes declara alívio ao deixar de ser o único “comunista” do STF; veja vídeo:

Alexandre de Moraes

O ministro Alexandre de Moraes do Supremo Tribunal Federal (STF) expressou alívio nesta quarta-feira (12) ao não ser mais considerado o único “comunista” da Corte. Ele fez essa declaração durante o julgamento sobre a correção do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). A Corte, portanto, decidiu que os saldos do FGTS devem ser corrigidos pela inflação.

https://twitter.com/perrenguemt/status/1801724183241757002

Histórico do apelido “comunista”

Durante o governo do ex-presidente Jair Bolsonaro, manifestantes chamaram Moraes de “comunista” após ele suspender a nomeação de Alexandre Ramagem para diretor da Polícia Federal em 2020. A decisão, como resultado, gerou protestos e críticas ao ministro, que se tornou alvo de manifestações contra o STF.

Proposta de correção do FGTS

O relator Luís Roberto Barroso sugeriu que a correção dos saldos do FGTS fosse, no mínimo, equivalente ao rendimento da poupança. O ministro Flávio Dino, por sua vez, brincou, chamando a proposta de “socialista”. Dino disse: “Temo que Vossa Excelência esteja propugnando algo bem socialista, com o qual eu não tenho nenhuma oposição, mas o fato é que temos uma Constituição.”

Declaração de Moraes

Moraes respondeu, afirmando que não se sente mais o “único comunista da Corte”. Ele declarou: “Aproveitando, ministro [Edson] Fachin, esse momento socialista do plenário, eu, depois de muito tempo sendo chamado de o único comunista da Corte, hoje me sinto reconfortado aqui com esse momento socialista do Supremo Tribunal Federal.”

Novo método de correção do FGTS

O novo cálculo do FGTS, por conseguinte, adiciona a Taxa Referencial (TR) mais 3% de juros ao ano, garantindo a reposição do índice oficial de inflação. Se a remuneração não alcançar o IPCA, o Conselho Curador do FGTS determinará uma forma de compensação. Além disso, Jorge Messias, advogado-geral da União, anunciou que o governo abrirá uma mesa de negociação com centrais sindicais para discutir a distribuição extraordinária dos lucros do FGTS aos trabalhadores.

Benefícios da decisão do STF

A decisão do STF, assim, avança na correção dos saldos do FGTS, assegurando que os trabalhadores recebam a correção conforme a inflação. A declaração de Moraes reflete, portanto, um contexto mais amplo de debates e ajustes no sistema de correção do FGTS, mostrando a importância de manter o equilíbrio e a justiça econômica para os trabalhadores brasileiros.

Veja também
Arrecadação do alvará até junho já supera 2023
Arrecadação de alvarás em Várzea Grande bate recordes
Várzea Grande, em Mato Grosso, registrou um aumento histórico na arrecadação de alvarás, superando os números de 2023. De janeiro a junho, o município arrecadou R$ 12,71 milhões, ultrapassando os…
Política
Recentes